IENH Me Inspira

Desde 1832 a IENH proporciona momentos marcantes da vida de seus alunos.

Histórias que atravessam gerações e que para todos são inspirações...

A verdadeira inspiração, aquela que nos acompanha durante a vida toda, ocorre quando menos esperamos.

Acreditamos nisso! Pensamos e fazemos a educação com muito carinho e com o sentimento de que cada momento pode ser "aquele momento". Algo que pode marcar a trajetória e a vida do nosso aluno.

Convidamos alguns pais e mães, que também foram nossos alunos, a responder uma pergunta: o que te inspirou na IENH? 

Confira essa história no vídeo e inspire-se!


O que te inspirou quando aluno da IENH?


Quando tinha a idade do Bê, tinha um trabalho para fazer na escola em que eu precisava colar. Não tinha cola e precisava entregar o trabalho no outro dia. Meu pai então me ensinou a fazer cola com farinha e água. Foi um aprendizado importante para mim.

Rafael , ex-aluno da IENH e pai do Bernardo.


Eu tinha 10 anos e estudava na 4ª série do Oswaldo Cruz e não me recordo se foi nesse ano ou no ano anterior que foi lançado na escola o personagem Sucatinha. Ele foi criado pela professora de ciências (eu acho!!!).

O Sucatinha me ensinou a importância da separação do lixo e todas as consequências positivas dessa ação. Esse tema era novo, naquela época e ali, foi com o envolvimento desse personagem que eu aprendi, me interessei e colaborei com a causa.

Posso dizer que foi o Sucatinha do Oswaldo que me ensinou, em 1991, a importância da separação do lixo. Claro que esse tema foi abordado muitas vezes depois, em outros anos, mas se hoje separo o lixo e sei da importância disso é por causa do sucatinha.

Gabriela, ex-aluna da IENH e mãe do Bernardo.


Com certeza um dos momentos mais marcantes para mim foi um retiro da turma do "DA" no sítio que a Fundação tinha no interior de Ivoti. Foi muito divertido e propiciou uma integração muito forte da turma, pois todos participavam das atividades juntos. Pudemos nos conhecer melhor e isso com certeza influi nos relacionamentos, desfazendo os grupinhos que são comuns nas turmas.

Uma ótima lembrança desta época da vida que tive e que hoje lembro e conto para meus filhos eram os retiros que fazíamos para o sítio da Fundação, quando íamos todos de ônibus e passávamos dois dias lá. Eram momentos inesquecíveis entre nós, com a natureza, fazendo milhares de experiências, olhávamos filmes juntos, conversávamos sobre a vida... 

Outra lembrança maravilhosa eram as gincanas que aconteciam todos os finais de ano, a escola inteira brincando junto!

Simone e André, ex-alunos da IENH e pais do Augusto.